Gestão

O que é anamnese odontológica?

o que é anamnese odontológica

O primeiro contato entre o dentista e o paciente é uma das principais etapas de um tratamento. Apesar de muitos profissionais não considerarem o momento, essa é a fase em que se realiza a anamnese odontológica, um documento fundamental sobre quem você estará atendendo.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontaram que 11% da população nunca foi ao dentista. Diante deste cenário, conhecer o seu paciente e todas as complexidades do estado da sua saúde bucal são importantes.

Neste artigo, vamos te explicar detalhadamente o que é anamnese odontológica e a importância deste documento. Este é um conteúdo informativo produzido pelo Centro de Desenvolvimento Odontológico (CDO).

Veja ainda: O que é síndrome de Sjögren?

Entenda o que é anamnese odontológica

Como mencionamos acima, este é basicamente um documento com as principais informações sobre um paciente, sendo essencial para evitar situações de emergência – logo, aí está a importância dele.

Vale lembrar que é dever do profissional zelar pela saúde e dignidade do paciente, segundo o Código de Ética Odontológica. Sendo assim, se faz necessário ser cauteloso com essa etapa, além de atenção e dedicação.

Para não ser um processo mecânico, em que o profissional segue uma ficha técnica mais clínica, o dentista pode utilizar essa etapa como uma conversa ou entrevista com o seu paciente, indo além dos quesitos básicos de uma lista pronta, que nem sempre são detalhados.

Esta etapa é importante, inclusive, para determinar o uso de protocolo de atendimento odontológico para pacientes hipertensos ou outras necessidades diagnosticadas.

Anamnese aberta ou fechada?

Ao entender o que é anamnese odontológica, você chegará a outro questionamento: perguntas abertas ou fechadas?

Na aberta, a pergunta é feita e o paciente fica livre para responder além do “sim ou não”. Na fechada, ele é limitado às respostas afirmativas ou negativas, o que nem sempre é interessante, já que não abre muito espaço para detalhes ou um diálogo, de fato, com o dentista.

Como fazer a anamnese odontológica?

Depois de compreender a importância dessa avaliação inicial do paciente, é hora de aprender como adotar este procedimento em sua clínica.

Identificação

Ao escolher o modelo do questionário, comece a anamnese odontológica pela identificação do paciente, com perguntas básicas como: profissão, onde mora, idade e outras informações que serão úteis para conhecê-lo melhor.

Queixa principal

Depois de colher as primeiras informações, é chegado o momento de entender qual o motivo dele ter procurado essa especialidade. Pergunte o que o incomoda e há quanto tempo ele tem este problema.

Neste momento, é importante ouvir primeiro seu paciente, e somente depois documentar, para evitar confusões. Verifique como a lesão começou e quais os sintomas ele vem sentindo.

Histórico de saúde 

Durante a anamnese odontológica, saber sobre possíveis doenças é fundamental para entender quais tratamentos realizar ou não. Existem algumas doenças que representam riscos, como diabetes, doenças autoimunes, hipertensão, HIV/Aids.

Doenças regionais, que envolvem a cabeça e pescoço também precisam de atenção, como extrações dentárias, herpes nos lábios, tártaro, cistos, traumas na face. Tudo o que afeta, de alguma forma, essa região do corpo.

Saiba também se o paciente passou por cirurgias e internações e quais os motivos. Afinal, é importante entender se a pessoa está apta para um tratamento sem correr riscos ou complicações. Alergias a medicamentos também é algo que não deve ser esquecido.

Histórico familiar

Na anamnese, é fundamental saber se existe alguma possibilidade de doenças que sejam genéticas. Nesta etapa, o objetivo é descobrir quais enfermidades os membros com maior proximidade sanguínea (pais, avós, irmãos) tiveram.

Hábitos e cuidados

Saber dos hábitos de saúde e possíveis vícios também são informações que ajudarão não só a conhecer o paciente, mas também quais deles podem interferir nos tratamentos que serão realizados.

Lidar com pacientes que possuem vícios em drogas, lícitas ou ilícitas, pode ser um grande desafio, mas é importante saber que a dependência não se limita ao álcool ou drogas sintéticas, mas também a doces, por exemplo.

Ter uma postura humanizada neste momento de aplicação da anamnese odontológica faz toda a diferença – o vício pode existir por muitos fatores, como psicológico, social, socioeconômico ou familiar, entre outros.

Principais erros que devem ser evitados

Facilitar a comunicação entre paciente e profissional é o início de um bom tratamento, para além das técnicas odontológicas. Com uma anamnese detalhada, o atendimento melhora e, consequentemente, o seu paciente estará satisfeito. Mas afinal, o que dificulta essa comunicação? Veja abaixo.

Não aferir pressão arterial

Você viu acima o que é anamnese odontológica e a sua importância para facilitar a relação com os pacientes. Porém, durante essa avaliação, é necessário ir além e aferir os níveis da pressão arterial e glicemia.

É preciso considerar que doenças relacionadas com pressão alta ou baixa são silenciosas e nem sempre estão sob o conhecimento do paciente.

Falta de interesse

Não basta apenas escutar o que o paciente diz – é importante ter interesse genuíno no que ele está relatando. Dessa forma, além de abrir espaço para o diálogo, ele se sentirá acolhido, ouvido de fato. Esteja disponível para ajudá-lo sem preconceitos ou preferências.

Só é possível proporcionar um atendimento cuidadoso se houver interesse, e o momento em que a anamnese é feita é ideal para que isso aconteça. Aliás, esta é uma boa medida para fidelizar seu paciente!

Ignorar informações

Se você quer futuros problemas, ignore totalmente questões como histórico familiar e hábitos de saúde ao fazer a anamnese odontológica. Para planejar um tratamento personalizado, que atenda às necessidades de um paciente específico, é fundamental colher todas as informações valiosas.

Outro erro muito cometido é não investigar as alergias do paciente, sobretudo quando alguns medicamentos e outros produtos precisarão ser usados. Por isso, sempre questione-o sobre possíveis reações alérgicas a anti-inflamatórios ou antibióticos.

Esperamos que você, após compreender o que é anamnese odontológica, passe a adotar este procedimento com os seus próximos pacientes.

Você está no blog do Centro de Desenvolvimento Odontológico

O CDO é a nova marca de cursos de imersão, aperfeiçoamento e especialização odontológica do Brasil.

Somos integrantes da holding de saúde SERMED e temos como objetivo capacitar e especializar acadêmicos e profissionais dentistas nas áreas mais promissoras da odontologia.

Com uma grade curricular robusta, composta por cursos de imersão, atualização, aperfeiçoamento e especialização, oferecemos a capacitação em temas atuais que vão ajudá-lo a expandir a sua formação.

Todos os cursos odontológicos do CDO possuem emissão de certificado de conclusão e são ministrados por profissionais atuantes e referências no atendimento especializado.

Se você gostou deste conteúdo em que explicamos o que é anamnese odontológica, sugerimos que se inscreva em nossa newsletters. Vamos avisá-lo sobre os novos artigos e cursos lançados.

Em alta

Tipos de candidíase na boca – causas e sintomas

Entenda o que causa candidíase em seus pacientes, os fatores de risco e tratamentos disponíveis. Esta infecção fúngica pode surgir por …

Ler matéria

Curso para aplicação de botox: quem pode fazer?

A aplicação da toxina botulínica é um dos procedimentos mais buscado em clínicas odontológicas por todo o país. Saiba como atuar nessa área!

Ler matéria

Quais são os músculos da face? Anatomia facial

Em um rosto existem diversos músculos que desempenham determinadas funções, como a reprodução de movimentos. Conheça agora quais são!

Ler matéria

Sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma síndrome que atinge milhares de pessoas, independente da idade, sexo e raça, sendo muito mais comuns em mulheres adultas. Ao se especializar na área, o dentista será capaz de compreender as características das articulações maxilares, os músculos responsáveis pela mandíbula e poderá identificar os sintomas de disfunção temporomandibular e […]

Ler matéria

Como identificar cárie na radiografia panorâmica?

Você sabia que a radiografia é uma das principais formas de diagnosticar cárie? Veja o que é e como ela pode auxiliar no seu consultório!

Ler matéria

O que é pulpectomia e quem deve fazer?

Este procedimento odontológico faz a remoção da polpa dentária infectada ou doente. A pulpectomia costuma ser uma das etapas do tratamento …

Ler matéria

Outras matérias

Protocolo de atendimento odontológico a gestante

Protocolo de atendimento odontológico à gestante

O atendimento na gestação deve ser realizado com muita segurança, visto que é um grupo delicado para boa parte dos procedimentos. Saiba mais!

o que faz um odontopediatra

O que faz um odontopediatra? Conheça esta especialidade odontológica

Você sabe o que faz um odontopediatra? Esses profissionais desenvolvem todos os tipos de cuidados orofaciais relacionados ao público infantil!

O que é odontologia do trabalho

O que é odontologia do trabalho? Qual é a sua importância? 

Entre as especializações do dentista existe a Odontologia do Trabalho, ela visa acompanhar e prevenir as doenças bucais dos trabalhadores!

Como ser um dentista de sucesso

Como ser um dentista de sucesso?

Para ter sucesso na odontologia é essencial encarar sua carreira com visão empreendedora, investindo em capacitações e na imagem profissional!