Entenda

Principais diferenças entre anamnese e exame físico

Diferença entre anamnese e exame físico

A odontologia é a base para descobrir muitas doenças, até mesmo sistêmicas. Além de tratar casos simples como cárie e tártaro, é possível investigar casos de cirrose, bulimia e até Aids em uma visita ao dentista.

Logo, dominar a semiologia odontológica é primordial para descobrir patologias. Neste contexto, é importante que o dentista, ainda em sua fase de formação, compreenda as diferenças entre anamnese e exame físico.

Em um primeiro contato com o dentista, o paciente passará por uma avaliação inicial. Este atendimento servirá para que o profissional entenda as reclamações e peça demais exames, faça um diagnóstico e recomende o tratamento mais adequado.

Já explicamos em outro artigo aqui no blog do Centro de Desenvolvimento em Odontologia (CDO) o que é anamnese odontológica, o foco deste conteúdo será apresentar as diferenças para o exame físico. Boa leitura!

Entenda o que é anamnese?

Resumidamente, a anamnese é uma ficha com algumas perguntas sobre o paciente, tais como: características físicas, estado de saúde, hábitos e medicamentos que ele toma e outras informações essenciais ao tratamento odontológico. Ela é feita no primeiro contato com o dentista.

Nesta etapa, o profissional deve também pedir informações sobre o histórico do paciente, possíveis tratamentos que ele já tenha feito e suas lamentações. Tudo o que ele disser deve ser anotado!

A anamnese é uma das partes mais importantes da clínica odontológica, afinal, é o ponto de partida da construção da relação entre dentista e paciente. Ela funciona como uma entrevista, que tem o objetivo de trazer luz aos fatos relativos à saúde bucal do paciente.

Logo, a anamnese é uma espécie de histórico que vai desde os sintomas iniciais até a observação clínica – muitos procedimentos invasivos ou erros odontológicos podem ser evitados se este estudo for realizado.

Por conta da sua importância, é importante entender as diferenças entre anamnese e exame físico para que ambos sejam feitos adequadamente.

Antes de tudo, explique ao seu paciente sobre a importância de saber o seu histórico odontológico. Dessa forma, todos os procedimentos terão um bom andamento. Deixe-o confortável, esclarecendo que as informações são confidenciais (dependendo do caso, ele pode sentir medo ou vergonha).

Nesta etapa, o profissional saberá se a pessoa costuma ter problemas na arcada dentária, qual foi o último tratamento odontológico que ela realizou, se sente dores na gengiva e afins. Caso o paciente tenha o hábito de ir ao dentista, o odontologista pode solicitar a documentação anterior.

Consulte o histórico de saúde e familiar

Ainda falando em anamnese, é importante que o dentista considere fatores que são valiosos antes de iniciar o atendimento odontológico. A genética é um dos principais elementos que influenciam a vida de alguém, inclusive no aparecimento de doenças.

Logo, além de perguntas sobre vícios e atividades físicas, entender sobre a família também é uma condição que poderá te ajudar a oferecer o melhor cuidado.

O que é exame físico odontológico?

Agora que você já sabe o que é a anamnese e a sua importância, chegou o momento de entender o que é o exame físico odontológico. Eles atuam de forma sequencial, servindo para comprovar ou não as queixas apresentadas pelo paciente.

O exame físico é sempre realizado depois da anamnese, podendo ser usado alguns instrumentos odontológicos para uma melhor avaliação, como: espelho clínico, sonda exploradora e pinça clínica.

Neste momento, o profissional vai avaliar a saúde bucal do paciente para fazer um diagnóstico. O dentista pode ainda recomendar a realização de um exame radiológico em algumas situações.

Como é feito o exame físico odontológico?

O objetivo deste exame é buscar sinais presentes, observando elementos e sintomas clínicos, com o intuito de diagnosticar doenças. Na avaliação o profissional olhará as estruturas dentais remanescentes como cáries, erosões, abfrações e fraturas.

Para que seja fácil compreender as diferenças entre anamnese e exame físico, neste último, o dentista realizará algumas manobras na boca do paciente. Abaixo explicaremos as principais!

Exame físico: Palpação

Este exame físico envolve um momento em que o dentista deve avaliar as condições gerais do paciente, usando algumas manobras, como a palpação: toque na cabeça e pescoço, que permite avaliar o amolecimento ou endurecimento das estruturas e descobrir se existem inflamação ou tumores.

Por meio da palpação, o dentista toca com as pontas dos dedos, avaliando a textura, espessura, sensibilidade, volume e temperatura.

Exame físico: Raspagem

Já a raspagem, outra manobra odontológica, consiste no ato de esfregar áreas da mucosa bucal para avaliar problemas dentários e estruturais da boca, como áreas brancas, placas bacterianas, tártaro, etc. 

Exame físico: Percussão

É o ato de tocar ou bater em um objeto dentário, e normalmente é feito com o cabo do espelho dental. Na percussão, o profissional bate na coroa do dente e também é uma técnica para verificar e comparar a sensibilidade dos tecidos periodontais.

Além disso, também é examinado o estado físico do conteúdo: se está líquido, semissólido ou sólido.

Exame físico: Auscultação

Este termo é explicado de forma técnica quando o profissional escuta os sons internos do corpo, normalmente com o auxílio de um estetoscópio. Na odontologia, essa tática é utilizada para ouvir os sons e ruídos gerados na articulação temporomandibular.

Principais diferenças entre anamnese e exame físico

Acima você pode conferir detalhes específicos sobre cada um dos atendimentos ao paciente odontológico. Contudo, para responder o tema principal deste artigo, abaixo reunimos as principais diferenças entre anamnese e exame físico.

As duas avaliações fazem parte do chamado exame clínico do paciente. No primeiro caso, o dentista terá acesso a várias informações teóricas, como:

  • Estudo do histórico familiar;
  • Estudo do histórico do paciente;
  • Reclamações.

A partir destes dados, o profissional partirá para um estudo de campo, que é o caso do exame físico, com o intuito de comprovar as reclamações apresentadas pelo paciente. Ou seja, enquanto o primeiro levanta hipóteses, o segundo busca comprová-las.

Depois de compreender melhor a importância e as diferenças entre anamnese e exame físico, você pode se interessar em ver também:

Conheça o Centro de Desenvolvimento em Odontologia

O CDO é a nova marca de cursos de imersão, aperfeiçoamento e especialização odontológica do Brasil.

Todos os cursos de extensão para dentistas do CDO possuem emissão de certificado de conclusão e são ministrados por profissionais atuantes e referências no atendimento especializado.

Se você gostou deste conteúdo, sugerimos que se inscreva em nossa newsletters. Vamos avisá-lo sobre os novos artigos e cursos lançados.

Em alta

Tipos de candidíase na boca – causas e sintomas

Entenda o que causa candidíase em seus pacientes, os fatores de risco e tratamentos disponíveis. Esta infecção fúngica pode surgir por …

Ler matéria

Curso para aplicação de botox: quem pode fazer?

A aplicação da toxina botulínica é um dos procedimentos mais buscado em clínicas odontológicas por todo o país. Saiba como atuar nessa área!

Ler matéria

Quais são os músculos da face? Anatomia facial

Em um rosto existem diversos músculos que desempenham determinadas funções, como a reprodução de movimentos. Conheça agora quais são!

Ler matéria

Sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma síndrome que atinge milhares de pessoas, independente da idade, sexo e raça, sendo muito mais comuns em mulheres adultas. Ao se especializar na área, o dentista será capaz de compreender as características das articulações maxilares, os músculos responsáveis pela mandíbula e poderá identificar os sintomas de disfunção temporomandibular e […]

Ler matéria

Como identificar cárie na radiografia panorâmica?

Você sabia que a radiografia é uma das principais formas de diagnosticar cárie? Veja o que é e como ela pode auxiliar no seu consultório!

Ler matéria

O que é pulpectomia e quem deve fazer?

Este procedimento odontológico faz a remoção da polpa dentária infectada ou doente. A pulpectomia costuma ser uma das etapas do tratamento …

Ler matéria

Outras matérias

O que é odontologia do trabalho

O que é odontologia do trabalho? Qual é a sua importância? 

Entre as especializações do dentista existe a Odontologia do Trabalho, ela visa acompanhar e prevenir as doenças bucais dos trabalhadores!

Quais são os músculos da face

Quais são os músculos da face? Anatomia facial

Em um rosto existem diversos músculos que desempenham determinadas funções, como a reprodução de movimentos. Conheça agora quais são!

Sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

Sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma síndrome que atinge milhares de pessoas, independente da idade, sexo e raça, sendo muito mais comuns em mulheres adultas. Ao se especializar na área, o dentista será capaz de compreender as características das articulações maxilares, os músculos responsáveis pela mandíbula e poderá identificar os sintomas de disfunção temporomandibular e […]

Como funciona a toxina botulínica

Como funciona a toxina botulínica?

A toxina botulínica pode ajudar a melhorar a saúde bucal e o bem-estar dos seus pacientes. Saiba mais sobre suas propriedades e indicações!