Pós-Graduação

O que é a homeopatia na odontologia e para que serve?

O que é a homeopatia na odontologia

A aplicação dos tratamentos alternativos em diversas áreas da saúde não é, sem dúvidas, desconhecida. Entre as opções está a homeopatia, altamente aplicada na medicina.

Com o passar dos anos, a homeopatia ganhou espaço considerável na odontologia por proporcionar atendimento humanizado às práticas convencionais.

Inicialmente, a homeopatia é um método terapêutico que emprega uma abordagem clínica direcionada ao equilíbrio da energia vital. Para isso, a prática recorre a substâncias medicamentosas diluídas.

A prática existe há, pelo menos, dois séculos, sendo desenvolvida pelo médico alemão Samuel Hahnemann.

A seguir, veja exatamente o que é a homeopatia na odontologia, bem como sua própria regulamentação. Explicaremos também seus benefícios e quando ela pode ser implementada enquanto tratamento odontológico.

Você está no blog do Centro de Desenvolvimento Odontológico (CDO). Seja bem-vindo e leia com atenção as informações que separamos abaixo!

Entenda o que é a homeopatia na odontologia

Primeiramente, a homeopatia é a prática terapêutica que utiliza substâncias naturais altamente diluídas para estimular a capacidade de cura do corpo. A técnica, como mencionado acima, foi desenvolvida pelo médico alemão Samuel Hahnemann.

Ela trata doenças físicas e psicológicas ao usar elementos que promovam sintomas similares aos apresentados pela enfermidade. Desta forma, o próprio organismo combate a doença.

É justamente essa a principal diferença entre a homeopatia e a medicina tradicional, ou alopatia, na qual são empregados medicamentos que atuam contra os sintomas da doença. Por exemplo, antibióticos e antiinflamatórios.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a homeopatia já é o segundo sistema de saúde mais empregado em todo o mundo. E como a prática funciona na odontologia?

A princípio, para que você compreenda o que é a homeopatia na odontologia, saiba que trata-se de uma especialidade empregada como abordagem complementar aos tratamentos convencionais, visando melhorar o bem-estar do paciente e tratar condições bucais de forma mais suave e natural.

De modo geral, os remédios homeopáticos são escolhidos conforme a condição específica do paciente e administrados em pequenas doses. Normalmente, tais quantidades são diluídas em água ou são ministradas em pequenos comprimidos, com a finalidade de estimular a resposta natural do corpo ao tratamento.

Como a homeopatia é aplicada na odontologia?

A homeopatia pode ser utilizada, sobretudo, no tratamento de condições como dor de dente, inflamações gengivais, aftas e herpes labial. Contudo, sua aplicação ainda se estende ao alívio da ansiedade e medo associados aos tratamentos dentários.

Na prática, o paciente é analisado como um todo, começando pelo exame aprofundado que abrange personalidade, emoções, hábitos, modos de vida, entre outras informações. Ou seja, há uma avaliação holística de todo o quadro. Estes dados conduzem ao diagnóstico e origem do que causa as manifestações bucais.

O tratamento melhor indicado na solução do problema é, então, recomendado a partir daí. Porém, mais do que apenas aliviar os sintomas, o especialista que compreende o que é a homeopatia na odontologia sabe que a prática visa a cura ao estimular o organismo a reagir contra a patologia.

No entanto, é importante lembrar que a homeopatia não substitui os tratamentos convencionais, mas sim complementa-os. Deste modo, promove uma abordagem mais holística e natural para a saúde bucal.

Indicações da homeopatia odontológica

Ao ser integrado aos tratamentos odontológicos, o paciente inegavelmente recebe a promoção da saúde bucal de forma integral. Cabe ao especialista avaliar em qual momento a prática é recomendada.

Desta forma, surge imediatamente uma dúvida: quando a homeopatia pode ser empregada no consultório odontológico? A princípio, as condições nas quais ela é melhor indicada são:

  • Transtornos emocionais: para o controle da ansiedade, inclusive o medo do dentista;
  • Lesões ulceradas, a exemplo da estomatite e doenças periodontais: para controlar os processos de hiperalgesia, além de modular as inflamações;
  • Bruxismo (até por controlar a ansiedade);
  • Cirurgias: previne hemorragias, auxilia na analgesia e intervir no processo de cicatrização.

Por fim, a homeopatia na odontologia é empregada em lesões estomatológicas mais agressivas, lesão central de células gigantes (LCCG) para a formação óssea e  estabilização de reabsorção radicular.

A prática é regulamentada?

Além de detalhar o que é a homeopatia na odontologia, convém falar sobre a sua regulamentação. Embora a prescrição homeopática seja permitida desde 2008, a prática, em si, só foi reconhecida como especialidade em 2015, pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO).

Neste caso, a prática integra o grupo das Práticas Complementares e Integrativas (PICS), que unem ações terapêuticas. Segundo a Resolução 160, Art. 3º, tal especialidade tem por objetivo:

“A prevenção, o diagnóstico, o prognóstico e o tratamento das doenças próprias da boca e suas estruturas anexas, bem como das manifestações bucais e doenças sistêmicas, assim como o diagnóstico e a prevenção de doenças sistêmicas que possam, eventualmente, interferir no tratamento odontológico e também no controle dos problemas bucais e na melhoria da qualidade de vida dos pacientes, atuando de forma integrativa e complementar às demais especialidades e agindo dentro de uma estrutura transdisciplinar com outros profissionais da saúde e de áreas correlatas, utilizando-se de medicamentos homeopáticos para abraçar seus objetivos.”

Como se especializar em homeopatia odontológica?

Além de saber o que é a homeopatia na odontologia, o profissional interessado em adentrar na especialidade deve ter conhecimento sobre como fazê-lo. A princípio, há o curso de especialização oferecido por instituições reconhecidas. Nele, o profissional é capacitado  sobre sua aplicação na prevenção, diagnóstico e tratamento de sintomas.

Conheça o Centro de Desenvolvimento Odontológico

O CDO é a nova marca de cursos de imersão, aperfeiçoamento e especialização odontológica do Brasil.

Somos integrantes da holding de saúde SERMED e temos como objetivo capacitar e especializar acadêmicos e profissionais dentistas nas áreas mais promissoras da odontologia.

Todos os cursos de imersão para dentistas do CDO possuem emissão de certificado de conclusão e são ministrados por profissionais atuantes e referências no atendimento especializado.

Também estamos no Instagram. Siga nosso perfil!

Em alta

Tipos de candidíase na boca – causas e sintomas

Entenda o que causa candidíase em seus pacientes, os fatores de risco e tratamentos disponíveis. Esta infecção fúngica pode surgir por …

Ler matéria

Curso para aplicação de botox: quem pode fazer?

A aplicação da toxina botulínica é um dos procedimentos mais buscado em clínicas odontológicas por todo o país. Saiba como atuar nessa área!

Ler matéria

Quais são os músculos da face? Anatomia facial

Em um rosto existem diversos músculos que desempenham determinadas funções, como a reprodução de movimentos. Conheça agora quais são!

Ler matéria

Sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma síndrome que atinge milhares de pessoas, independente da idade, sexo e raça, sendo muito mais comuns em mulheres adultas. Ao se especializar na área, o dentista será capaz de compreender as características das articulações maxilares, os músculos responsáveis pela mandíbula e poderá identificar os sintomas de disfunção temporomandibular e […]

Ler matéria

Como identificar cárie na radiografia panorâmica?

Você sabia que a radiografia é uma das principais formas de diagnosticar cárie? Veja o que é e como ela pode auxiliar no seu consultório!

Ler matéria

O que é pulpectomia e quem deve fazer?

Este procedimento odontológico faz a remoção da polpa dentária infectada ou doente. A pulpectomia costuma ser uma das etapas do tratamento …

Ler matéria

Outras matérias

Quanto custa montar um consultório odontológico

Quanto custa montar um consultório odontológico? Entenda agora!

Está pensando em montar um consultório odontológico, mas não sabe quanto irá custar? Confira 9 dicas para considerar no seu planejamento!

Tipos de enxerto ósseo dentário.

Quais são os tipos de enxerto ósseo dentário?

O enxerto ósseo dentário é um procedimento que visa reabilitar a estrutura óssea danificada dos seus pacientes. Confira quais são os tipos!

Como é feita a cirurgia de frenectomia

Como é feita a cirurgia de frenectomia?

Quer saber como é realizada a cirurgia de frenectomia? O objetivo dela é remover ou modificar o freio lingual ou labial. Conheça as etapas!

Ideias de posts para dentistas

Ideias de posts para dentistas

Se formou e está com dúvidas sobre o que postar nas suas redes sociais de odontologia? Confira dicas e gere mais engajamento na internet!