Pós-Graduação

O que é odontologia hospitalar? Conheça esta especialização

O que é odontologia hospitalar

Apesar da área odontológica costumeiramente ser representada como um campo único dedicado aos cuidados com a saúde bucal, a verdade é que ela é muito mais complexa. Assim como a medicina tradicional, existem dezenas de especialidades e espaços do conhecimento para aqueles que querem consolidar uma carreira de sucesso.

Um cirurgião-dentista, por exemplo, não possuirá os mesmos domínios técnicos que uma odontopediatra. Ambos carregam os mesmos conhecimentos gerais da saúde bucal, mas agregam a eles estudos aprofundados que permitem cuidados mais especializados.

Diante deste contexto, uma oportunidade muito grande se abre ao entender o que é odontologia hospitalar.

Apesar de pouco discutida fora dos círculos de estudos da saúde humana, a odontologia hospitalar carrega vital importância multidisciplinar, andando de mãos dadas com outros cuidados médicos.

Este artigo foi elaborado pela redação do Centro de Desenvolvimento em Odontologia (CDO). Continue sua leitura até o final para entender mais sobre essa especialização!

Descubra o que é odontologia hospitalar

Essa é uma área de atuação dos cirurgiões-dentistas. Apesar de extremamente importante para uma série de contextos da saúde humana, a especialidade não costuma ser amplamente conhecida.

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) foi reconhecer a odontologia hospitalar somente em 2015, embora existissem esforços anteriores. Mais do que isso, a presença de um profissional com essa expertise é obrigatória nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs).

De maneira geral (a ser explorada em minúcias nos itens posteriores), essa área é responsável por tratar da higiene bucal e oferecer cuidados ligados aos pacientes internados e/ou em situações graves ou de alta complexidade.

Para que um profissional atue na área hospitalar, é preciso primeiro se formar em odontologia em uma instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. Em seguida, faz-se um curso de especialização, com uma duração de pelo menos 350 horas.

Como é a prática da odontologia hospitalar?

O profissional atua, como o nome sugere, em contextos hospitalares. O mais comum é a sua presença em UTIs, mas ele pode se fazer presente em outros contextos, como quando existe a necessidade de home care a pacientes crônicos.

Além de hospitais e atendimento domiciliar, especialistas em odontologia hospitalar também atendem emergências. Basicamente, eles atuarão em todos os momentos em que houver pacientes em situações delicadas e que precisem de ajuda próxima com a saúde bucal.

Por estarem presentes nas rotinas dos hospitais, o cotidiano desses odontologistas é bem diferente daqueles que trabalham em clínicas e consultórios, embora os procedimentos sejam parecidos. Dentre eles, podemos citar as raspagens e as cirurgias buco-maxilares.

Por meio de metodologias para cuidados com a saúde bucal (com destaque para a correta higienização dos dentes de pacientes em situações críticas), atuam em equipes multidisciplinares, em conjunto com outros especialistas.

Leia também: Dicas de cursos para dentistas

Qual é a importância da odontologia hospitalar?

Não adianta saber o que é odontologia hospitalar se não conseguir entender sua importância.

Ela pode ser vista primeiramente sob o prisma dos hospitais. Para além da obrigatoriedade legal da sua presença, existe uma melhora tangível nos trabalhos e nos cuidados com a saúde daqueles pacientes que mais precisam desta atenção.

Com os seus conhecimentos, é possível identificar problemas e complicações antes que eles surjam e/ou se desenvolvam, o que representa um esforço genuíno de prevenção. Naturalmente, o diagnóstico precoce de doenças em grupos de risco é muito importante.

Muitas patologias se apresentam pela boca, o que significa que a presença de profissionais da odontologia hospitalar melhora a qualidade de vida dos pacientes. Com isso, acelera-se o período de recuperação, diminui-se o tempo de ocupação dos leitos de UTI e reduz-se custos.

Acima de tudo, existe uma notável melhora na qualidade de vida dos pacientes. Embora a área ainda seja vista por alguns profissionais médicos como secundária, as especialidades agregadas para toda a equipe médica proporcionam uma troca mútua de conhecimentos.

Como é o cenário profissional da odontologia hospitalar?

O mercado de trabalho é extremamente favorável àqueles que possuem especialização na área.

O primeiro ponto a ser destacado ao entender o que é odontologia hospitalar e se aprofundar um pouco mais no tema são os salários, os quais variam de valores mínimos de R$ 6 mil até mais de R$ 9 mil, a depender da região e da instituição.

A jornada de trabalho é de 33 horas semanais, o que também pode oscilar. Durante esse tempo, os odontologistas vivem um cenário de aprendizado constante, o que traz benefícios diretos para a carreira e as possibilidades dentro de um mercado bastante competitivo.

Em suma, o mercado está em ascensão, o que leva muitos graduandos a buscar informações sobre o que é odontologia hospitalar, especialmente em um contexto pós-pandêmico, quando, mais do que nunca, falou-se sobre cuidados com pacientes em Unidades de Terapia Intensiva. As chances para profissionais interessados, então, são maiores do que antes.

Por não ser uma especialização comum, o curso é muito bem visto no mercado e as oportunidades são amplas. Tudo isso, é claro, considerando também o que falamos antes, sobre a obrigatoriedade de que todas as UTIs tenham a presença desse profissional.

A dedicação dos profissionais da área garante melhorias de vida que vão muito além dos cuidados imediatos. Por meio da dedicação de odontologistas especializados na área, pacientes em situações críticas recebem apoio nos momentos mais necessários.

O Centro de Desenvolvimento em Odontologia (CDO) nasceu com a missão de inovar e levar a você os melhores cursos de imersão, aperfeiçoamento e especialização odontológica do Brasil.

Todos os cursos para dentistas do CDO possuem emissão de certificado de conclusão e são ministrados por profissionais atuantes e referências no atendimento especializado.

Após aprender o que é odontologia hospitalar, leia mais sobre:

O que é odontologia do trabalho?

O que é odontologia estética?

Em alta

Tipos de candidíase na boca – causas e sintomas

Entenda o que causa candidíase em seus pacientes, os fatores de risco e tratamentos disponíveis. Esta infecção fúngica pode surgir por …

Ler matéria

Curso para aplicação de botox: quem pode fazer?

A aplicação da toxina botulínica é um dos procedimentos mais buscado em clínicas odontológicas por todo o país. Saiba como atuar nessa área!

Ler matéria

Quais são os músculos da face? Anatomia facial

Em um rosto existem diversos músculos que desempenham determinadas funções, como a reprodução de movimentos. Conheça agora quais são!

Ler matéria

Sintomas de disfunção temporomandibular e dor orofacial

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma síndrome que atinge milhares de pessoas, independente da idade, sexo e raça, sendo muito mais comuns em mulheres adultas. Ao se especializar na área, o dentista será capaz de compreender as características das articulações maxilares, os músculos responsáveis pela mandíbula e poderá identificar os sintomas de disfunção temporomandibular e […]

Ler matéria

Como identificar cárie na radiografia panorâmica?

Você sabia que a radiografia é uma das principais formas de diagnosticar cárie? Veja o que é e como ela pode auxiliar no seu consultório!

Ler matéria

O que é pulpectomia e quem deve fazer?

Este procedimento odontológico faz a remoção da polpa dentária infectada ou doente. A pulpectomia costuma ser uma das etapas do tratamento …

Ler matéria

Outras matérias

Dicas de cursos para dentistas

10 dicas de cursos para dentistas e amplie sua formação

Para se destacar na odontologia não é necessário apenas a conclusão do curso, o ideal é buscar uma especialização para ser referência na área!

O que é a homeopatia na odontologia

O que é a homeopatia na odontologia e para que serve?

A homeopatia é utilizada na odontologia como um complemento ao tratamento convencional oferecido nos consultórios. Veja como se especializar!

Protocolo odontológico para pacientes oncológicos

Conheça o protocolo odontológico para pacientes oncológicos

Ao atender um cliente oncológico, é essencial que o dentista trabalhe de forma integrada com o médico do paciente na indicação de tratamento!

Como é feito enxerto ósseo para implante dentário

Como é feito enxerto ósseo para implante dentário?

A perda óssea é um problema comum em pacientes que necessitam de implantes dentários. Mas, você sabe como realizar esse procedimento? Confira!